quinta-feira, 21 de janeiro de 2016

Estudo sobre a igreja descrita na epistola de 1º corintios


A IGREJA DESCRITA NA PRIMEIRA EPÍSTOLA DE l CORÍNTIOS
RESUMO:
Quando lemos a primeira epístola de Paulo aos coríntios, nos deparamos com uma igreja totalmente corrompida.
Uma situação calamitosa tomava conta desta igreja.
Estava dividida, cheia de contendas, com erros graves e pecados horríveis.
Paulo quando é informado sobre o estado espiritual desta igreja se vê obrigado a escrever uma dura carta de repreensão.
Não poupando ninguém que se encontrava em uma vida dissoluta.
Com praticas depravadas e em certo ponto pior que os infiéis.
Mostrando a verdade através da santa palavra e autoridade vinda de Cristo, Paulo convida os coríntios ao verdadeiro arrependimento.

Palavras-chave
1º- Divisão
2ºImoralidade
3º-Idolatria
4ºSanta ceia

INTRODUÇÃO
A cidade de Corinto estava localizada em um ponto estratégico para o comércio da época.
Era a quarta cidade em tamanho do império romano, ficava a 20 km a leste de Atenas e próximo a Grécia.
A cidade de Corinto era conhecida por tudo que fosse de depravação, e todos tipos de pecados carnais.
A palavra fornica vem do grego “korinthiazoai” que tem o significado de agir como um corinto.
Por  todos esses motivos vemos o estado espiritual daquela cidade.

Uma  igreja dividida.
Do capitulo 1º ao capitulo 4º, Paulo destaca  a falta de união da igreja que se dividia em grupos.
1º coríntios cap. 1º versos 10 a 12-“ Rogo-vos, porém, irmãos, pelo nome de nosso Senhor Jesus Cristo, que digais todos uma mesma coisa, e que não haja entre vós dissensões; antes sejais unidos em um mesmo pensamento e em um mesmo parecer.
Porque a respeito de vós, irmãos meus, me foi comunicado pelos da família de Cloé que há contendas entre vós.
Quero dizer com isso, que cada um de vós diz:
Eu sou de Paulo, e eu de Apolo, e eu de Cefas, e eu de Cristo.”
Com esses grupos Paulo teve muitos problemas por causa da divisão que eles causavam  a igreja local.
Os que se diziam de Apolo, se apegavam a ele por causa de sua eloquência em suas pregações.
Os que se diziam partidários a Cevas e fiéis a igreja de Jerusalém, não confiavam nas credenciais do apostolado de Paulo, e por isso não se submetiam a sua autoridade.
Os que se diziam partidários a Paulo, se mantinham fiéis aos ensinamentos que receberam de Paulo, por terem  visto o início da obra em sua cidade através deste dedicado servo do mestre Jesus.
 Os partidários de Cristo, este grupo eram mais perigosos.
Desprezavam qualquer ligação com os outros.
Levavam ao total isolamento dos mesmo, eram arrogantes, cheios de sí .
E anunciavam que Paulo não retornaria  aquela igreja.
Com esses grupos Paulo teve que ser  muito rigoroso, para não perder o que foi semeado, o santo evangelho do mestre Jesus.
Deram grande prejuízo para a obra e não se davam conta que aquela divisão só prejudicava a obra, e não trazia nenhum benefício para a igreja local.
A falta de visão espiritual, cegou o entendimento deles.
O pecado que tanto persegue o homem estava imperando no meio daquela igreja.

Imoralidade.
A parti  do capitulo 5º vemos Paulo combatendo todo tipo de imoralidade na igreja, repreendendo o litígio entre irmãos e muitos outros assuntos.
1º coríntios cap. 5 verso 1º:”Geralmente se ouve que há entre vós fornicação, e fornicação tal, que nem ainda entre os gentios se nomeia, como é de haver que abuse da mulher de seu pai.”
Quando Paulo recebe essa informação de tanta imoralidade dentro da igreja , o apóstolo do Mestre fica quase sem acreditar.
Com a situação de um filho abusar da mulher de seu pai, Paulo não entende como essa atitude estava sendo tolerada pelos membros locais.
Ele cobra dos coríntios uma atitude enérgica, para que esse pecado fosse arrancado do meio da igreja.
Recomenda que a igreja não faça parte de tamanho crime contra a fé e a moral cristã.
Determina que quem praticou tamanho pecado seja excluído da comunhão da igreja.
Para que não contamina-se o restante do rebanho.
Dentre tantos pecados praticados, Paulo também repreende o litígio entre os irmãos.
No capitulo 6, versos 1 e 2 nos fala:”Ousa alguns de vós, tendo algum negócio contra outro, ir a juízo perante os injustos, e não perante os santos?
Ora, se o mundo deve ser julgado por vós, sóis porventura indignos de julgar coisas minimas?”
Paulo repreende duramente essa atitude tomada por alguns membros.
Por causa das intrigas e disputas internas, muitos não confiavam suas causas para ser julgadas pela liderança local.
Levando seus problemas para os ímpios julgarem.
Trazendo escândalos e vergonha para a palavra de Deus.
Paulo indagava se eles tinham esquecido que os mesmo julgariam até mesmo os anjos caídos, por esse motivo será que não estavamos aptos para julgar os problemas internos.
Mostrando que a solução deveria ser encontrada dentro da própria igreja.

Idolatria.
Paulo repreende a idolatria que estava no meio da igreja.
Em 1º coríntios capitulo 10, versos de 21 a 23 nós fala:”Não podeis beber o cálice do senhor e o cálice dos demônios; não podeis ser participantes da mesa do senhor e da mesa dos demônios.
Ou irritaremos o senhor? Somos nós mais fortes do que Ele?
Todas as coisas me são lícitas, mas nem todas coisas convêm;Todas as coisas me são lícitas, mas nem todas coisas edificam”.
Eles estavam com tamanha falsidade dentro da igreja que Paulo teve que mostrar suas atitudes devassas.
Achavam que podiam tanto estar em comunhão com a igreja, como participar dos banquetes mundanos.
Por Corinto ser uma cidade totalmente cheia de idolatria, os membros daquela igreja não paravam de participar dos banquetes oferecidos aos ídolos.
Comiam carne sacrificada e participavam de tudo.
Alegavam que se não estivessem com eles, teriam que abrir mão de suas vidas sociais.
Mas Paulo mostra que os remidos não podem participar do banquete de Cristo e em seguida dos demônios.
Ou servimos a Deus ou aos ídolos.

A santa ceia do Senhor.
Paulo ensina como os membros do corpo de Cristo deveriam participar deste ato tão solene.
Mostra seus erros e os corrige.
Alguns estavam se embriagando, outros com glutonaria.
Tinha muitos que humilhavam os que eram mais humildes.
E o verdadeiro sentido da ceia do Mestre estava esquecido.
Paulo mostra que deveriam sempre estar em comunhão entre eles.
E que o comer da ceia em situação indigna, somente os levaria a morte.
Mostra que antes de tomar do cálice deveria fazer uma autoexame.
Por causa da falta de comunhão ao participar da ceia, tinha muitos membros que estavam fracos e muitos doentes, e muitos que já dormiam.
Paulo mostra que participar da ceia do senhor,sem estarem aptos, estavam comendo e bebendo do cálice do senhor para suas próprias condenação.
Mas também mostra que Cristo os corrige por amor a eles, e quando os disciplinava era para não serem condenados com o mundo.

CONCLUSÃO:
Paulo ensina a igreja que estava em Corinto a combater o pecado que nos afasta de Deus.
Evitando as divisões, imoralidade e idolatria.
Como participar da ceia do Mestre Jesus.
Paulo nos mostra como andar com Cristo e esta no centro da vontade do Mestre.
Obedecendo a vontade de Cristo.

Pr Marcelo Araújo

Nenhum comentário:

Postar um comentário