terça-feira, 2 de fevereiro de 2016






 

Historia do Circulo de Oração.
Foi em 6 de março de 1942 que tudo começou, quando a irmã Albertina Bezerra Barreto, membro da Assembleia de Deus em Recife (PE), convidou algumas crentes para a ajudarem em oração na congregação do bairro da Casa Amarela, em favor de sua filha Zuleide (Ledinha), que se encontrava enferma.
A menina não andava, nem falava e os médicos diziam que ela iria viver apenas oito anos. Sete mulheres se prontificaram: Cecita Colaço, Malphara Bezerra, Maria do Carmo, Antonia Viegas, Ana de Souza, Otávia Pessoa e Maria
José.

Durante a campanha de oração, houve uma profecia sobre a enfermidade de Zuleide: “Essa enfermidade não é para a morte, mas para glória do meu nome. Fui eu quem gerou essa criança para que, por meio dela, fosse aberto esse trabalho”.
Zuleide cresceu, andou e viveu 49 anos. O nome “Círculo de Oração”, segundo a fundadora Albertina Bezerra Barreto, foi inspirado num folheto que havia lido cujo texto explicava que a oração era como um círculo nos céus: “Quando estávamos orando, lembrei-me da mensagem e disse: – Vamos circular os céus
com as nossas orações”.
Reuniões de oração sob a direção de mulheres nas Assembleias de Deus ocorrem provavelmente desde o dia 2 de junho de 1911 em Belém do Pará, quando as crentes batistas Celina Albuquerque e Maria de Nazaré, convictas da promessa bíblica do batismo no Espírito Santo pregada pelos pioneiros Daniel Berg e Gunnar Vingren, decidiram se reunir na Rua Siqueira Mendes 67, residência de Celina, e buscar o revestimento de poder para suas próprias vidas.
Desde então, essas reuniões de oração não cessaram. Porém, tanto o nome “Círculo de Oração” como esse formato com o qual tradicionalmente o Círculo
de Oração acontece, com reuniões de 8h às 16h e uma vez por semana, surgiram em Recife.
Desde o início, as reuniões de oração receberam todo o apoio, tanto do pastor da igreja pernambucana na época, José Bezerra da Silva, como de sua esposa, Malphara Bezerra, além de vários outros crentes. Logo, o Círculo de Oração com mulheres, um dia da semana, normalmente das 8h às 16h da tarde, passaram a ocorrer em todas as igrejas da capital e do interior do estado de Pernambuco e tornou-se um dos maiores trabalhos da história da Assembleia de Deus.
Hoje, há quase mil círculos de oração só na Grande Recife, com reuniões de oração concorridas e fervorosas. Também no pastorado de José Bezerra da Silva à frente da AD em Pernambuco, foi fundado o Círculo de Oração de crianças, na mesma época do início do Círculo de Oração com mulheres.
As reuniões de Círculo de Oração foram difundidas em todas as igrejas Assembleias de Deus no Brasil. Em 5 de março de 1961, o então líder da AD em Belém do Pará, pastor Alcebíades Pereira Vasconcelos, seguindo o modelo pernambucano, determinou que as congregações dessem apoio ao trabalho de oração das mulheres em Belém e o incluíssem na programação semanal da igreja.
Tal decisão foi plenamente apoiada pelo Ministério e, a partir de então, as mulheres passaram a se reunir nas igrejas, e passaram a usar o nome Círculo de Oração.
Para incentivar e divulgar testemunhos do trabalho dos Círculos de Oração no Brasil, a CPAD lançou em 1982 a revista trimestral “Círculo de Oração”, extinta em 1992. Setenta e três anos depois, o Círculo de Oração continua sendo uma grande bênção para as Assembleias de Deus no Brasil e neste ano de 2016 completará setenta e quatro anos de muitas vitórias e se Deus permitir, continuará sendo, até o Arrebatamento da Igreja.

Pr Marcelo Araújo

quinta-feira, 21 de janeiro de 2016

EU SOU UM MILAGRE DE DEUS.

Irmã Paula Andrea, casada com o PR Marcelo Araújo a 22 anos.
Sua historia sou um milagre de Deus, começou com 5 meses de casada, se sentiu mal e foi hospitalizada.
Neste momento começa o sofrimento com a descoberta de um problema cardíaco incurável.
Foram feitos todos os exames possíveis, mas para a medicina somente um transplante de coração poderia lhe conceder alguma chance de vida.
Conforme diagnóstico médico mesmo com um transplante sua chance de viver eram poucas.
Tudo era contrario, o tempo, um doador, a rejeição do organismo, foram dias de angustia e desespero, sua mãe a irmã Maria quase sem esperança, mas procurava força para não desanimar e nem dar-se por vencida.
Em salmos CAP. 121 nos diz: ELEVO OS MEUS OLHOS PARA O MONTE DE ONDE ME VIRA O SOCORRO, O MEU SOCORRO VEM DO SENHOR DOS EXÉRCITOS...:
Somente Deus poderia dar a solução para o nosso problema.
O tempo se tornou inimigo da irmã Paula, todos esforços parecia que não dava em nada.
Foram longas noites clamando e chorando aos pés do Senhor.
Quando recebemos os últimos exames pedidos pelos médicos...
Uma conversa em particular acaba com todas esperanças que tínhamos, o medico pediu para não falarmos para minha esposa que não tinha aparência e nem a formosura de antes, seu semblante demonstrava que a doença já tinha vencido.
De uma moça linda e formosa cheia de vida, agora com a aparência de um morto vivo , sem força para caminhar, em 7 meses de luta contra o tempo parecia que tudo estava perdido.
A noticia de que o problema tinha se agravado e não tinha mas como fazer nada, nem um transplante de coração resolveria o problema.
A pior noticia ainda estava por vir, seu organismo esta muito debilitado e fragilizado como nunca ele tinha visto, para ele um caso raro e sem cura .
Se desculpou e disse, pelos exames feitos e pelos resultados sua esposa só te 72 horas de vida.
Um silencio depois de um suspiro, olhei para minha sogra que entrou em pranto e desespero.
Como uma moça tão jovem e desenganada pela medicina.
Com o sofrimento que demonstramos o medico chamou uma junta de médicos para reavaliar o caso.
Ficamos orando e esperando um milagre, que os médicos teriam um saída, neste momento já sem fé e esperança nos esquecemos que para Deus não a impossível.
Quando a junta medica retorna sem delongas afirmam .
Meu jovem infelizmente domingo você estará sepultando sua esposa.
Minha sogra entrou em desespero e choro.
Pra mim,restou em espírito falar com meu Deus.
Pra que o senhor me deu uma esposa, só pra mim ficar viúvo, se o senhor tem uma obra comigo eis me aqui envia me a mim , mas eu só vou se for com minha esposa, se o Senhor cura eu aceito até ser pastor.
Os médicos deram alta para minha esposa e disseram, para reunir a família e tentar dar muito amor nessas horas finais de minha esposa.
Numa quinta-feira, quando chegamos em casa todos chorando e minha esposa sem entender nada pois ela não sabia das ultimas noticias.
Quando me lembrei de que naquela semana começaria a festa da mocidade "EMBAIXADORES DE CRISTO"
Mocidade da assembleia de Deus na cidade de Brasília no bairro do setor p sul na quadra 26/30 modulo a DF .
Mocidade da qual fizemos parte por 6 anos.
Falei para minha sogra se Deus quer levar minha esposa, vai levar mas dentro da igreja.
Tive que enfrentar toda família dela que não aceitou, mas eu falei que só não levaria ela se me matasse.
No domingo dia em que os médicos deram como ultimo dia de vida de minha esposa, consegui leva-la a igreja, quando entramos o PR Edson Nascimento que seria o pregador nos olhou e deu um sorriso.
Quando começou a mensagem ele disse, Deus me revelou que nesta noite entrou uma vida desenganada pelos médicos, mas Deus vai curá-la hoje neste culto, ela vai cair, ninguém toca nela pois Deus estará trocando o coração ruim dela por um novo,para confundir a medicina e seu nome ser glorificado.
Para mim foi um dia especial,pois Deus curou minha esposa,quando retornei para casa o semblante dela era diferente, quanta alegria.
No outro dia levamos minha esposa novamente no hospital.
Quando o medico nos viu se assustou, e rapidamente a levou para seu consultório e pediu nova baterias de exames.
E disse não é possível,deve esta errado solicitou novos exames e chamou uma junta de médicos.
Examinaram novamente minha esposa e disseram, o que fizeram com ela pois esses exames mostram que ela não tem mas nenhum problema cardíaco, o glorias a Deus.
Jesus curou minha filha disse minha sogra.
Nesse momento o nome do Senhor foi glorificado, e confundido a medicina.
SE você esta lendo esse relato e não tem solução para seu problema quero lhe dizer.
ELEVO OS MEUS OLHOS PARA OS MONTES DE ONDE ME VIRÁ O SOCORRO, O MEU SOCORRO VEM DO SENHOR DOS EXÉRCITOS...
Creia que Deus pode te curar.

PR Marcelo Araújo e Irmã Paula Andrea
Provação que leva a vitória.

Quando Deus provou o povo de Israel no deserto, muitos não compreenderam o por que.
Lendo o capitulo oito de Deuteronômio começamos a entender, Deus estava provando o coração do homem, para mostrar que tudo tem um preço a ser pago, para recebermos a vitória.
Sua caminhada pelo deserto, a fome e a sede tudo tinha um objetivo, nada acontece por acaso, estava dentro de um propósito de Deus.
“ E te humilhou, e te deixou ter fome, e te sustentou com o maná, que tu não conheceste, nem teus pais o conheceram; para te dar a entender que o homem não viverá só de pão, mas que de tudo o que sai da boca do Senhor viverá o homem.” Dt cap. 08 ver. 03
O propósito de Deus em o povo de Israel passar pelo deserto era para esquecer do Egito, da falsa segurança e estabilidade mesmo sendo escravos de faraó.
Necessitavam aprender a confiar na palavra do Senhor, na providencia e segurança que só Deus tem para seu povo.
Em nossos dias muitos cristãos não entendem o por que da sua prova, não conseguem se esquecer e nem se liberta do seu passado de escravo.
Não se desprenderam de velhos costumes e manias mundanas que só atrasam sua vitória.
Precisam aprender a confiar e acreditar em Deus, nas suas providencias.
Deixar o velho homem para trás, alguns ainda falam “quando eu não era crente eu não passava por isso ou aquilo, não me faltava nem isso nem aquilo outro.”
Meu amado irmão se você passa por isso lembre-se que você não tinha a promessa de vida eterna e garantias que só Cristo pode dar.
Lembre-se do exemplo do povo de Israel, saíram do Egito 600 mil homens preparados para guerra sem contar mulheres e crianças.
E somente dois homens entraram na terra prometida, não deixe que isso aconteça com você, creia e confie na palavra de Deus, não morra no deserto de seus problemas, mas entre na terra prometida.
“E Deus limpará de seus olhos toda lágrima; e não haverá mais morte, nem pranto, nem clamor, nem dor; porque já as primeiras coisas são passadas.”Ap. cap.21 ver. 04 .
Mesmo que aconteça o pior problema na sua vida não perca a confiança na promessa de vida eterna que Jesus Cristo te deu.
Que Deus te abençoe e lhe de força e virtude do céu para vencer.


Pr. MARCELO ARAÚJO

Estudo sobre a igreja descrita na epistola de 1º corintios


A IGREJA DESCRITA NA PRIMEIRA EPÍSTOLA DE l CORÍNTIOS
RESUMO:
Quando lemos a primeira epístola de Paulo aos coríntios, nos deparamos com uma igreja totalmente corrompida.
Uma situação calamitosa tomava conta desta igreja.
Estava dividida, cheia de contendas, com erros graves e pecados horríveis.
Paulo quando é informado sobre o estado espiritual desta igreja se vê obrigado a escrever uma dura carta de repreensão.
Não poupando ninguém que se encontrava em uma vida dissoluta.
Com praticas depravadas e em certo ponto pior que os infiéis.
Mostrando a verdade através da santa palavra e autoridade vinda de Cristo, Paulo convida os coríntios ao verdadeiro arrependimento.

Palavras-chave
1º- Divisão
2ºImoralidade
3º-Idolatria
4ºSanta ceia

INTRODUÇÃO
A cidade de Corinto estava localizada em um ponto estratégico para o comércio da época.
Era a quarta cidade em tamanho do império romano, ficava a 20 km a leste de Atenas e próximo a Grécia.
A cidade de Corinto era conhecida por tudo que fosse de depravação, e todos tipos de pecados carnais.
A palavra fornica vem do grego “korinthiazoai” que tem o significado de agir como um corinto.
Por  todos esses motivos vemos o estado espiritual daquela cidade.

Uma  igreja dividida.
Do capitulo 1º ao capitulo 4º, Paulo destaca  a falta de união da igreja que se dividia em grupos.
1º coríntios cap. 1º versos 10 a 12-“ Rogo-vos, porém, irmãos, pelo nome de nosso Senhor Jesus Cristo, que digais todos uma mesma coisa, e que não haja entre vós dissensões; antes sejais unidos em um mesmo pensamento e em um mesmo parecer.
Porque a respeito de vós, irmãos meus, me foi comunicado pelos da família de Cloé que há contendas entre vós.
Quero dizer com isso, que cada um de vós diz:
Eu sou de Paulo, e eu de Apolo, e eu de Cefas, e eu de Cristo.”
Com esses grupos Paulo teve muitos problemas por causa da divisão que eles causavam  a igreja local.
Os que se diziam de Apolo, se apegavam a ele por causa de sua eloquência em suas pregações.
Os que se diziam partidários a Cevas e fiéis a igreja de Jerusalém, não confiavam nas credenciais do apostolado de Paulo, e por isso não se submetiam a sua autoridade.
Os que se diziam partidários a Paulo, se mantinham fiéis aos ensinamentos que receberam de Paulo, por terem  visto o início da obra em sua cidade através deste dedicado servo do mestre Jesus.
 Os partidários de Cristo, este grupo eram mais perigosos.
Desprezavam qualquer ligação com os outros.
Levavam ao total isolamento dos mesmo, eram arrogantes, cheios de sí .
E anunciavam que Paulo não retornaria  aquela igreja.
Com esses grupos Paulo teve que ser  muito rigoroso, para não perder o que foi semeado, o santo evangelho do mestre Jesus.
Deram grande prejuízo para a obra e não se davam conta que aquela divisão só prejudicava a obra, e não trazia nenhum benefício para a igreja local.
A falta de visão espiritual, cegou o entendimento deles.
O pecado que tanto persegue o homem estava imperando no meio daquela igreja.

Imoralidade.
A parti  do capitulo 5º vemos Paulo combatendo todo tipo de imoralidade na igreja, repreendendo o litígio entre irmãos e muitos outros assuntos.
1º coríntios cap. 5 verso 1º:”Geralmente se ouve que há entre vós fornicação, e fornicação tal, que nem ainda entre os gentios se nomeia, como é de haver que abuse da mulher de seu pai.”
Quando Paulo recebe essa informação de tanta imoralidade dentro da igreja , o apóstolo do Mestre fica quase sem acreditar.
Com a situação de um filho abusar da mulher de seu pai, Paulo não entende como essa atitude estava sendo tolerada pelos membros locais.
Ele cobra dos coríntios uma atitude enérgica, para que esse pecado fosse arrancado do meio da igreja.
Recomenda que a igreja não faça parte de tamanho crime contra a fé e a moral cristã.
Determina que quem praticou tamanho pecado seja excluído da comunhão da igreja.
Para que não contamina-se o restante do rebanho.
Dentre tantos pecados praticados, Paulo também repreende o litígio entre os irmãos.
No capitulo 6, versos 1 e 2 nos fala:”Ousa alguns de vós, tendo algum negócio contra outro, ir a juízo perante os injustos, e não perante os santos?
Ora, se o mundo deve ser julgado por vós, sóis porventura indignos de julgar coisas minimas?”
Paulo repreende duramente essa atitude tomada por alguns membros.
Por causa das intrigas e disputas internas, muitos não confiavam suas causas para ser julgadas pela liderança local.
Levando seus problemas para os ímpios julgarem.
Trazendo escândalos e vergonha para a palavra de Deus.
Paulo indagava se eles tinham esquecido que os mesmo julgariam até mesmo os anjos caídos, por esse motivo será que não estavamos aptos para julgar os problemas internos.
Mostrando que a solução deveria ser encontrada dentro da própria igreja.

Idolatria.
Paulo repreende a idolatria que estava no meio da igreja.
Em 1º coríntios capitulo 10, versos de 21 a 23 nós fala:”Não podeis beber o cálice do senhor e o cálice dos demônios; não podeis ser participantes da mesa do senhor e da mesa dos demônios.
Ou irritaremos o senhor? Somos nós mais fortes do que Ele?
Todas as coisas me são lícitas, mas nem todas coisas convêm;Todas as coisas me são lícitas, mas nem todas coisas edificam”.
Eles estavam com tamanha falsidade dentro da igreja que Paulo teve que mostrar suas atitudes devassas.
Achavam que podiam tanto estar em comunhão com a igreja, como participar dos banquetes mundanos.
Por Corinto ser uma cidade totalmente cheia de idolatria, os membros daquela igreja não paravam de participar dos banquetes oferecidos aos ídolos.
Comiam carne sacrificada e participavam de tudo.
Alegavam que se não estivessem com eles, teriam que abrir mão de suas vidas sociais.
Mas Paulo mostra que os remidos não podem participar do banquete de Cristo e em seguida dos demônios.
Ou servimos a Deus ou aos ídolos.

A santa ceia do Senhor.
Paulo ensina como os membros do corpo de Cristo deveriam participar deste ato tão solene.
Mostra seus erros e os corrige.
Alguns estavam se embriagando, outros com glutonaria.
Tinha muitos que humilhavam os que eram mais humildes.
E o verdadeiro sentido da ceia do Mestre estava esquecido.
Paulo mostra que deveriam sempre estar em comunhão entre eles.
E que o comer da ceia em situação indigna, somente os levaria a morte.
Mostra que antes de tomar do cálice deveria fazer uma autoexame.
Por causa da falta de comunhão ao participar da ceia, tinha muitos membros que estavam fracos e muitos doentes, e muitos que já dormiam.
Paulo mostra que participar da ceia do senhor,sem estarem aptos, estavam comendo e bebendo do cálice do senhor para suas próprias condenação.
Mas também mostra que Cristo os corrige por amor a eles, e quando os disciplinava era para não serem condenados com o mundo.

CONCLUSÃO:
Paulo ensina a igreja que estava em Corinto a combater o pecado que nos afasta de Deus.
Evitando as divisões, imoralidade e idolatria.
Como participar da ceia do Mestre Jesus.
Paulo nos mostra como andar com Cristo e esta no centro da vontade do Mestre.
Obedecendo a vontade de Cristo.

Pr Marcelo Araújo

quarta-feira, 20 de janeiro de 2016

Está promessa foi feita aos fieis que mesmo passando por dificuldades e provações não se iludem com os prazeres deste mundo, sabem que no por vir tem uma promessa muito melhor. te convido a ficar firme com nosso Mestre Jesus para em um futuro bem próximo receber este bem vindo.
Pastor Marcelo Araújo.